Preço da hora Bahia sefaz
Foto: Sefaz-BA

Encontrou um bom preço de determinado produto e quer compartilhar a oportunidade de economia com amigos e familiares? Isso é possível via aplicativo Preço da Hora Bahia. Lançado pelo Governo do Estado em abril do ano passado como ferramenta de pesquisa de preços praticados no mercado baiano, o aplicativo traz entre suas funcionalidades a possibilidade de compartilhamento de valores dos itens pesquisados via WhatsApp, Instagram, Facebook, SMS, e-mail, Telegram, dentre outros aplicativos.

Fácil de ser acessada, a funcionalidade segue os padrões visuais de compartilhamento da linguagem das redes sociais. Ao clicar no símbolo padrão de compartilhamento – os três pontos interligados –, ao lado do produto pesquisado, o usuário do aplicativo escolhe o meio por onde quer repassar a informação encontrada.

Tendo como forte apelo auxiliar os baianos a evitar deslocamentos desnecessários em meio à pandemia, o Preço da Hora Bahia iniciou o ano de 2021 com 381,8 mil usuários, dos quais 205,8 mil em Salvador. Os números atestam o sucesso da ferramenta que pesquisa em segundos os preços mais baixos de todos os produtos à venda no mercado varejista da Bahia, em todos os 417 municípios, com base nas informações extraídas das notas fiscais eletrônicas.

“Além de facilitar a vida de quem gosta de praticidade e quer evitar circular desnecessariamente em meio à pandemia, o Preço da Hora é uma importante ferramenta de economia para as finanças pessoais ou de empresas”, enfatiza o diretor de Produção de Informações da Sefaz-Ba, Jadson Bitencourt.

Como baixar e utilizar

Para começar a utilizar o aplicativo é simples: ele está disponível para download na Apple Store e no Google Play e também pode ser acessado pelo site precodahora.ba.gov.br.

Além de permitir a pesquisa em um raio de até 30 quilômetros de onde se localiza o usuário, em qualquer município do estado, o app traz uma série de outras funcionalidades. O usuário pode ver na tela o dia e a hora de realização da última venda da mercadoria, além de telefone e rota para se chegar ao estabelecimento onde ela está disponível.

A Sefaz-Ba lançou recentemente a versão 1.2 da ferramenta, com novas funcionalidades, a exemplo da possibilidade de denunciar contribuintes que se recusam a emitir a nota, entre outras irregularidades, e ainda o histórico de preços de combustíveis.

Existem ainda canais específicos para pesquisas em farmácias e postos de gasolina, mapa com as três melhores ofertas na região pesquisada e a possibilidade de se preparar listas de compras com até 40 itens, obtendo os cinco melhores preços na cidade.

Fonte: Ascom/Sefaz-BA