O Mercado do Rio Vermelho (MRV), “Ceasinha”, aderiu ao projeto Circuito Mar de Reciclagem, que vai coletar até o dia 28 de fevereiro, os resíduos gerados em bares, restaurantes, mercados e outros estabelecimentos nos bairros da Barra, Ondina, Rio Vermelho e Pituba para serem destinados a cooperativas de reciclagem de Salvador.

“Essa iniciativa é sem sombra de dúvidas fantástica. Com a ausência do carnaval, os catadores ficaram muito prejudicados, já que é a época em que eles mais coletam materiais. É hora de cada um fazer sua parte e ajudar ao próximo, além de contribuir com o meio ambiente”, diz o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico, pasta responsável pelo MRV.

Serão recolhidos plástico, alumínio, vidro, caixas de papel e óleo de cozinha. A ação, que colabora para a limpeza e preservação da cidade e promove a inclusão socioeconômica dos catadores, pretende gerar R$ 100 mil em renda para as cooperativas.

De acordo com Edson Elípio, do Bar e Restaurante do Edinho, é uma ótima iniciativa. “É uma oportunidade em contribuir com o meio ambiente e ajudar as cooperativas de reciclagem”. Já Roque Silva, gerente do Catiguria, aderir à campanha é um conceito de responsabilidade ambiental, além de contribuir socialmente com os recicladores.

“Acho a iniciativa bastante relevante, não só na questão ambiental, mas também na questão de ajudar as pessoas e as cooperativas de reciclagem, uma atitude muito humana. Todos os empreendimentos, mercados e supermercados deveriam aderir”, finaliza o gerente da Natureza e Cia, Roberlant Ivo.

O Circuito Mar de Reciclagem vai coletar resíduos gerados em bares, restaurantes, mercados e outros estabelecimentos nos bairros da Barra, Ondina, Rio Vermelho e Pituba para serem destinados a cooperativas de reciclagem de Salvador.