De acordo com o secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, a quantidade de vacinas que a Bahia está recebendo é muito pequena para fazer diferença na população do estado como um todo. Ele disse que espera completar em até duas semanas a aplicação da primeira dose nas pessoas do primeiro grupo prioritário.

O secretário afirma que, assim que isso ocorrer, deve ser iniciada a vacinação em pessoas com mais de 75 anos. Vilas-Boas lembra que existem outros grupos de risco que ainda estão longe de serem vacinados e diz ter esperança de que o processo de imunização possa avançar com a liberação da vacina russa Sputinik V.