Questionado sobre como fica a relação com prefeitos e prefeitas após tomar uma medida restritiva como o toque de recolher, o governador Rui Costa disse que desde o início da pandemia mantém um bom entendimento com praticamente cem por cento dos gestores municipais e pontuou que “todos estão se sentindo pressionados porque nós estamos com mais de dez hospitais estaduais com 100% de lotação”.

O governador disse que o toque de recolher é uma medida necessária no momento em que a Bahia está chegando perto do limite máximo de leitos. As declarações foram feitas em entrevista à GloboNews, nesta quinta-feira (18). Rui Costa também contou que se solidarizou com o prefeito de Salvador, Bruno Reis, em relação ao protesto que houve na frente da casa do gestor municipal pedindo a volta das aulas presenciais nas escolas da capital baiana.