A PGE/ PROCURADORIA GERAL DO ESTADO/ INGRESSOU/ NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA/ COM UM PEDIDO DE SUSPENSÃO DA DECISÃO PROFERIDA PELA SEXTA VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE SALVADOR/ QUE DETERMINOU A RETOMADA DAS AULAS NO SISTEMA DE EDUCAÇÃO/ PÚBLICO E PRIVADO/ NO ESTADO DA BAHIA/ ATÉ O DIA PRIMEIRO DE MARÇO DE 2021// NO PEDIDO/ DIRIGIDO AO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA/ A PGE SUSTENTA QUE A DECISÃO É MANIFESTAMENTE ILEGÍTIMA/ POR NÃO TER OBSERVADO AS RAZÕES CIENTÍFICAS QUE FUNDAMENTAM A SUSPENSÃO DA ATIVIDADE LETIVA// ALÉM DISSO/ FOI DEMONSTRADO QUE A DECISÃO IMPÕE GRAVE OFENSA À SAÚDE E ORDEM PÚBLICAS/ ESPECIALMENTE PORQUE DETERMINA O RETORNO DAS AULAS NO MOMENTO EM QUE SE CONSTATA AUMENTO VERTIGINOSO DE CONTAMINAÇÃO E ÓBITOS EM RAZÃO DA COVID-19///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ALEXANDRE SANTANA///