Em reunião conduzida pelo governador Rui Costa, com a participação de representantes da União dos Municípios da Bahia (UPB) e da comissão de educação da Assembléia Legislativa da Bahia (Alba), na tarde desta terça-feira, ficou definido que o retorno das aulas presenciais na Bahia está condicionado à diminuição dos números de casos, de óbitos e de ocupação dos leitos por conta da covid-19 na Bahia.

Em transmissão ao vivo do programa Papo Correria, o governador disse que enquanto os números da pandemia forem crescentes não há o que se falar sobre novas atividades que podem gerar contaminação. Ele afirmou o momento agora é de avaliar quais atividades devem ser restringidas para evitar a disseminação do coronavírus e concluiu dizendo que esperar observar uma queda dos números a partir da próxima semana.