Após a identificação aqui na Bahia da variante mais infecciosa do coronavírus, que já circulava em Manaus, no estado do Amazonas, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) reforça as ações de vigilância para conter a disseminação do vírus. De acordo com o secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, as pessoas que passaram pela região amazônica e tiveram sintomas da doença, e todas que tiveram contato com elas, estão sendo rastreadas e monitoradas. Ele ressalta que o Governo da Bahia também está tendo a cautela de evitar receber pacientes de outros estados que estejam com o vírus ativo.