A VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DO ESTADO DA BAHIA CONFIRMOU/ NESTA QUARTA-FEIRA/ A TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA DA VARIANTE B.1.1.7 DA COVID-19/ ORIGINALMENTE DETECTADA NO REINO UNIDO// O RESULTADO VEIO APÓS O SEQUENCIAMENTO GENÉTICO DA AMOSTRA DE UM HOMEM DE SESSENTA E DOIS ANOS/ MORADOR DE SALVADOR/ SEM HISTÓRICO DE VIAGEM AO EXTERIOR NEM DE CONTATO COM PESSOAS QUE TENHAM ESSE PERFIL// O SEQUENCIAMENTO GENÉTICO DA AMOSTRA FOI REALIZADO PELA FIOCRUZ/ NO RIO DE JANEIRO// ATÉ O MOMENTO/ A BAHIA IDENTIFICOU OUTROS TRÊS CASOS SUSPEITOS DA VARIANTE DO REINO UNIDO/ E CONFIRMOU EM ONZE PESSOAS A CIRCULAÇÃO DA MESMA LINHAGEM DO COVID-19 PRESENTE EM MANAUS// TODOS OS PACIENTES TÊM ORIGEM NA REGIÃO AMAZÔNICA// O LACEN/ LABORATÓRIO CENTRAL DE SAÚDE PÚBLICA DA BAHIA/ QUE É A TERCEIRA MAIOR UNIDADE DE VIGILÂNCIA LABORATORIAL DO PAÍS E CLASSIFICADO NA CATEGORIA MÁXIMA DE QUALIDADE PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE/ VAI INICIAR O SEQUENCIAMENTO DE TREZENTAS NOVAS AMOSTRAS DOS ESTADOS DA BAHIA/ SERGIPE/ ALAGOAS/ PIAUÍ/ PERNAMBUCO E RIO GRANDE DO NORTE///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ALEXANDRE SANTANA///