Com o objetivo de promover práticas sustentáveis no cultivo de alimentos saudáveis, a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), unidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), disponibilizou, em formato virtual, a publicação HORTALIÇAS – Guia para Cultivo e Aproveitamento, que pode ser acessada no site da SDR. É ilustrada, tem linguagem objetiva, didática e simples, dos aspectos básicos de produção, além de recomendações técnicas e práticas de cultivo, visando orientar sobre os processos produtivos das hortaliças. Pode se baixada do site e reproduzida em meio impresso.

Além de ser uma fonte de orientações para os agricultores e agricultoras e o público interessado, em geral, o guia, elaborado pelo engenheiro agrônomo que atuou como técnico da Bahiater/SDR, Luiz Fernando Ferreira Melo, contribui para a atuação dos(as) agentes de assistência técnica e extensão rural (Ater), com informações que podem ser utilizadas nas visitas às propriedades rurais.

“A elaboração de cartilhas é uma forma didática de orientar sobre um determinado tema, com informações básicas e práticas. A cartilha de hortaliças foi feita com este objetivo, facilitando a implantação de hortas em comunidades, em escolas, em unidades familiares e até no meio urbano”, disse Luiz Fernando. “O técnico tem uma grande experiência, com muitos anos de atuação na área, e produziu a cartilha com bastante dedicação e cuidado. Agora precisamos divulgar para o máximo de pessoas que buscam uma alimentação saudável e possam fazer algum plantio, até mesmo para o consumo”, destacou Maria Auxiliadora Alvim, da Diretoria de Inovação e Sustentabilidade da Bahiater.

A cartilha HORTALIÇAS: Guia para Cultivo e Aproveitamento informa como plantar, manejar e colher com segurança, garantindo o bom cultivo e resultados na produção. As hortaliças caracterizam-se pelos altos teores de vitaminas e sais minerais. A cartilha detalha a classificação das hortaliças; os cuidados para a instalação da horta e os preparos, desde plantio até a colheita; e, ainda, orienta quanto ao controle de pragas e doenças, com técnicas que atendem aos agricultores e agricultoras familiares.

A publicação visa ainda atender a uma parceria firmada com a Secretaria de Educação, para o Programa Hortas Escolares, interrompido devido ao período de pandemia causada pelo novo coronavírus. O objetivo é oferecer subsídios para o trabalho desenvolvido em unidades escolares, envolvendo estudantes e familiares no cultivo de hortaliças, buscando consolidar uma mudança comportamental no que tange aos hábitos alimentares e estimular uma alimentação cada vez mais saudável.