A tradição de Dia dos Reis é um marco no calendário de festas populares. Todo dia 06 de janeiro, começando ainda na véspera, é certeza de muita música, danças e expressões artísticas pelas ruas, com os reizados e ternos, manifestações comuns na Bahia, na capital e no interior do estado, que se associam à história da visita dos reis magos ao menino Jesus. O ano de 2021 será diferente, sem as típicas aglomerações que marcam os festejos. 

Projetos selecionados pelos Prêmios de Preservação dos Bens Culturais Populares e Identitárias da Bahia Emília Biancardi, com o apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal, transmitirão eventos online para comemorar a Festa de Reis dentro de casa.

O Terno de Reis do Grupo Espermacete já é uma celebração aguardada todos os anos em Barra do Pojuca, litoral de Camaçari, e neste ano, apesar de ser diferente, não deixará de acontecer. A celebração vai acontecer por meio da live Mestra Nildes e o Grupo Espermacete – Do Terno de Reis ao Samba de Roda, no dia 06 de janeiro a partir das 16h. A live será transmitida pelo canal oficial do grupo no Youtube (Grupo Cultural Espermacete) e pela página oficial do Mestre Bule Bule no Facebook (bulebuleoficial). 

Primeira ação do projeto Folguedos e Memórias do Terno de Reis Deus e as Águas, Terra, Mar e Céu, será transmitida dia 06 às 19h, no canal do OLARIA Grupo de Artes Integradas, no YouTube. O grupo de terno de reis é do município de Vitória da Conquista, no Sudoeste Baiano, e tem à frente o Mestre Agapito Pereira da Silva. 

Também às 19h do dia 06, será transmitido o Festejo do Terno de Reis da União, natural de Itarantim – Sudoeste da Bahia, comandado por Mestra Totinha dos Reis.  O Terno de Reis da União de Itarantim, na Bahia, vem passando de geração em geração. Desde criança, Dona Totinha acompanha os passos de seus pais na circulação do Terno de Reis. Com a morte de seus patriarcas, Joaquim Chaves e Senhoria Pereira, ela assumiu no ano de 1973, com a idade de 27 anos, o compromisso de manter viva esta tradição. O festejo será transmitido na página Totinha do Reis no Facebook (https://www.facebook.com/totinha.doreis.3).  

O Terno das Rosas, de Conceição do Almeida – Recôncavo Baiano, realizará transmissão ao vivo no dia 06, também às 19h. A live “Cortejo no palco” será transmitida no canal do YouTube da Associação cultural José Joaquim de Almeida-ACJJ, no endereço “Associação Almeida”. O grupo cultural se mantém há mais de 70 anos, dirigido pela Família Carvalho.  Seu objetivo é salvaguardar a cultura local e manter os laços comunitários. 

O projeto Terno de Reis de Salvador será transmitido às 20h, no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCGYYa0A-Ba86pocsAtdr_lA). A produção é composta por entrevistas com os mestres de alguns dos ternos mais antigos da capital baiana, contando sobre a história dos grupos e a importância da Festa de Reis. Estão reunidos os depoimentos sobre os grupos: Terno Roda Menina, Terno Estrela do Oriente, Terno das Ciganinhas, Terno da Anunciação e Terno do Sol. 

Programa Aldir Blanc Bahia

Criado para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamentações federal e estadual. As ações são, a transferência da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realização de chamadas públicas e concessão de prêmios. O PABB tem execução pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias; e as suas unidades vinculadas: Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural.


Fonte: Ascom/ Secult