A vacina contra o coronavírus não será comercializada no Brasil. O imunizante será distribuído gratuitamente no país através do Sistema Único de Saúde. O secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, defende a democratização do acesso à vacina e lembra que os fabricantes já se mostraram comprometidos em fazer vendas apenas para governos.