“Ninguém mais do que eu quer ver o retorno às aulas”, afirmou o governador Rui Costa nesta quinta-feira (28). Ele contou que houve o planejamento para retomada das atividades escolares no final de outubro ou novembro, mas disse que por conta do crescimento dos índices de contaminação e de mortes pela covid-19 as atividades presenciais tiveram que continuar suspensas. O governador destacou que não é possível retornar às aulas justamente no momento em que as taxas da doença estão crescendo e afirmou que espera que os índices caiam para anunciar a liberação.