Na medida em que aumenta a média móvel de casos de Covid-19 na Bahia e pessoas se internam para tratamento da doença, maior a necessidade de sangue para situações de agravamento pelo vírus. Desde o início da pandemia, a Fundação Hemoba enviou mais de mil bolsas somente para os hospitais de campanha.

O diretor-geral da Hemoba, Fernando Araújo, lembra que “a medicina e o suporte transfusional podem salvar a vida dos pacientes graves acometidos pelo coronavírus”. Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, sem sintomas virais, pesar mais de 50 quilos, estar bem alimentado e ter entre 16 e 69 anos. Todas as informações sobre os locais para coleta de sangue estão disponíveis no site www.hemoba.ba.gov.br.