Aplicativo App Preço da Hora Ba Sefaz

Agora bastam alguns cliques no celular para comunicar à Secretaria da Fazenda (Sefaz-Ba) casos de estabelecimentos comerciais que se recusem a emitir a nota fiscal, entre outras irregularidades, a exemplo de preços abusivos e discrepâncias entre o valor constante na nota e o efetivamente pago: o botão “Informar problema” é uma das novidades da versão 1.2 do aplicativo Preço da Hora Bahia, que acaba de ser lançada. A nova versão está disponível na Apple Store e no Google Play. Quem já possui o aplicativo precisa  atualizá-lo para obter as novas funcionalidades. Para quem ainda não tem, é só fazer o download para ter acesso à versão 1.2. A ferramenta também pode ser acessada pelo site precodahora.ba.gov.br.

Outras novidades da versão 1.2 do app são a consulta ao histórico de preços dos combustíveis comercializados na Bahia e a possibilidade de compartilhar, com poucos cliques, os melhores preços dos produtos nas redes sociais Whatsapp, Facebook e Twitter. Além disso, de acordo com a Sefaz-Ba, gestora do Preço da Hora, o aplicativo passou por algumas reformulações no leiaute para tornar ainda mais fácil a sua utilização e melhorar também a identificação de informações relacionadas a descontos nos preços das mercadorias.

Com o aplicativo, que já conta com 367 mil usuários em toda a Bahia, o consumidor pode pesquisar os preços de todos os produtos comercializados no estado,  a partir de informações extraídas das mais de 3,2 milhões de notas fiscais eletrônicas processadas diariamente pela Sefaz-Ba. Atualmente podem ser pesquisados mais de 500 mil produtos.

Utilizar a nova função e relatar problemas à Sefaz-Ba é muito simples. Após o usuário finalizar a pesquisa de um produto e escolher um estabelecimento, está disponível o botão “Informar problema”, que permite ao consumidor fazer uma denúncia diretamente para a Fazenda Estadual. É possível também relatar outros tipos de problemas, disponíveis em uma relação apresentada pelo aplicativo, e que inclui erros no endereço, no telefone ou no nome de determinado estabelecimento. Caso a lista não apresente a irregularidade que o consumidor quer reportar à Sefaz-Ba, é só escolher o campo “Outros” e digitar o problema encontrado.

“O Preço da Hora Bahia passa a ser um canal direto de comunicação entre a Fazenda Estadual e o consumidor. Ele poderá agora, com poucos cliques, reportar um problema no uso do aplicativo ou uma irregularidade como a não emissão da nota fiscal por um estabelecimento”, afirma o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório.

Mais novidades

A consulta ao histórico de preços dos combustíveis é feita de forma simples. Ao abrir o app, basta clicar em “Combustíveis” e na sequência escolher entre gasolina, etanol, GNV ou diesel. A ferramenta irá rapidamente pesquisar os melhores preços nos postos localizados dentro do raio definido pelo usuário, que varia de um a 30 quilômetros. Na sequência é só escolher um dos estabelecimentos e clicar em “Abrir Histórico”. O app apresentará quatro opções de consulta: a variação de preços do combustível escolhido diariamente e por mês, e o histórico de preços do estabelecimento selecionado também por dia e por mês. Os dados são apresentados em um gráfico com duas linhas em cores diferentes que apresentam os preços médio e mínimo. Ao clicar em um ponto do gráfico serão apresentados os valores daquele período. Em outubro de 2020, por exemplo, o preço mínimo da gasolina na Bahia foi de R$ 3,88 e o médio de R$ 4,44.

“O consumidor tem em mãos uma ferramenta muito útil, que irá ajudá-lo a economizar. O gasto com os combustíveis normalmente pesa bastante no orçamento e com o Preço da Hora é possível localizar, rapidamente, o estabelecimento com menor valor e, a partir dessa nova versão, consultar o histórico de preços dos combustíveis em todo o estado ou no posto escolhido”, afirma o diretor de Produção de Informações da Sefaz-Ba, Jadson Bitencourt.

Outra funcionalidade nova é a de compartilhamento de preços com amigos e familiares. Após realizar a pesquisa de qualquer produto e selecionar um dos estabelecimentos, logo ao lado do valor da mercadoria está o ícone que, ao ser clicado, permite que o usuário possa compartilhar uma boa dica de preço em suas redes sociais como Whatsapp, Twitter, Facebook e também por mensagem de texto. 

A quarta novidade da nova versão do Preço da Hora Bahia está no leiaute do aplicativo, que facilita a visualização, pelo usuário, de esclarecimento sobre preços que estão aparentemente bem abaixo do valor de mercado. Nesse tipo de situação, alerta a Sefaz-Ba, é importante confirmar se os eventuais descontos exibidos continuam válidos e se são aplicáveis a todos os clientes. “Os preços que aparecem no app são obtidos das informações de notas fiscais na medida em que são emitidas, mas o estabelecimento não é obrigado a garantir um valor que tenha sido praticado em promoção ou situações como vendas a usuários fidelizados, descontos por pagamento à vista, promoções-relâmpago, entre outras. O consumidor, portanto, deve ligar para a loja e confirmar se o preço permanece o mesmo. Isto pode ser feito diretamente do aplicativo, que exibe o telefone informado pelo estabelecimento na nota fiscal”, assinala o diretor de Produção de Informações da Sefaz-Ba.

Fonte: Ascom/ Sefaz