Os festejos de final de ano têm gerado preocupação nas autoridades de saúde, já que as aglomerações fazem crescer, ainda mais, o risco de contaminação pelo Coronavírus. A subsecretária estadual da Saúde, Tereza Paim, alerta que em função destes festejos, é esperado que no mês de janeiro a taxa de ocupação dos leitos continue alta. Para ela, caso as taxas permaneçam altas, pode haver restrições mais duras em janeiro para conter a Covid.