De acordo com o secretário da saúde do estado, Fábio Vilas-Boas, o trabalho para a montagem de estruturas, mobilização de profissionais e reabertura de leitos para tratamento de pacientes com covid-19 requer um “esforço violento”. Ele aponta, no entanto, que “essa é a parte do remédio” e que o ideal é que as pessoas respeitem as medidas de distanciamento social para que as taxas de contaminação pelo coronavírus sejam reduzidas na Bahia.