Médico da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Divisa), o infectologista Antônio Bandeira afirma que em caso de ocupação de leitos superior a 80% é possível que medidas mais duras de contenção sejam adotadas. Ele explica as dificuldades para manter o controle da circulação do vírus mesmo se houver um fechamento do comércio e outras atividades.