Com 150 leitos, sendo 80 exclusivos para tratamento da covid-19, o Instituto Couto Maia, em Salvador, está com a ocupação máxima lotada. A informação é da diretora-geral da unidade estadual, a infectologista Ceuci Nunes. De acordo com ela, existe a sensação de que os pacientes dessa segunda onda da doença são cada vez mais jovens. A médica também demonstra preocupação com o descaso da população diante da pandemia do coronavírus.