Imetame
Foto: Divulgação

A indústria do grupo capixaba Imetame Energia deve investir até R$ 31 milhões no município baiano de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A empresa, destinada à produção de gás natural, já está operando há 2 anos e fará a ampliação no hub de tratamento de gás, malha de tubulação para escoamento do gás e atendimento a Unidade Termelétrica II e III. A previsão é que sejam gerados até 200 novos empregos.

Atualmente, a produção é de 54.000.000m³/ano, mas, com a ampliação, terá o aumento de até 87.381.000m³ por ano em sua capacidade produtiva instalada. O protocolo de intenções foi assinado com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), na última sexta-feira (6).

“Gerar empregos para a população, desenvolver economicamente a Bahia através da prospecção e atração de investimentos que beneficiam o povo baiano é motivo de orgulho para nós do Governo do Estado. Esse novo investimento da Imetame possibilitará a movimentação da economia local e geração de renda”, afirma o vice-governador João Leão, titular da SDE.

Segundo o diretor da empresa, Giuliano Favalessa, os empregos gerados indiretamente são de atividades periféricas, que serão necessárias na fase de construção e comissionamento de obra da unidade, tais como restaurantes, hotéis, oficinas, transporte e etc.

“A ampliação do campo de gás e da futura implantação da usina Termelétrica de forma macro garante maior segurança ao sistema energético com disponibilidade de energia. Dá oportunidade a pequenos negócios de desenvolvimento, bem como circulação e distribuição de riqueza, transformando oportunidade em prosperidade, evidenciando o município e Estado como área produtora de gás e geradora de energia em âmbito nacional”, explica Giuliano Favalessa.

Ainda de acordo com o empresário, a ampliação no campo de gás refere-se à intervenção em poços, na tubulação de interligação entre os campos de gás Cardeal Amarelo e Cardeal do Nordeste e instalação de equipamentos de superfície que ficarão fixos na unidade. As obras devem ser iniciadas no segundo semestre 2021.

Fonte: Ascom/SDE