DURANTE SESSÃO PLENÁRIA REALIZADA NESTA TERÇA-FEIRA/ O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DECRETOU/ POR UNANIMIDADE/ A EXTINÇÃO DE UMA MEDIDA CAUTELAR QUE SUSPENDIA OS EFEITOS DA CONCORRÊNCIA ABERTA PARA VIABILIZAR A CONSTRUÇÃO DO VLT/ VEÍCULO LEVE DE TRANSPORTE// MESMO NÃO TENDO EFEITO PRÁTICO/ JÁ QUE À ÉPOCA O GOVERNO DA BAHIA ENTROU COM UM MANDADO DE SEGURANÇA QUE GARANTIU/ POR LIMINAR/ O ANDAMENTO DO PROCESSO E A CONSEQUENTE ASSINATURA DO CONTRATO DE PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA/ A MEDIDA REFORÇA A SEGURANÇA JURÍDICA DA AÇÃO// PARA O PROCURADOR-GERAL DO ESTADO/ PAULO MORENO CARVALHO/ A DECISÃO DO TCE EVIDENCIA O COMPROMISSO COM AS POLÍTICAS PÚBLICAS QUE VISEM O DESENVOLVIMENTO DA BAHIA E O BENEFÍCIO DA POPULAÇÃO DE MENOR PODER AQUISITIVO/ QUE/ NESTE CASO/ VAI DISPOR DE UM SISTEMA MODERNO/ COM MAIOR SEGURANÇA E CONFORTO///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ANDERSON OLIVEIRA///