A subsecretária estadual da saúde, Tereza Paim, aponta as atividades de campanhas políticas e as festas com aglomerações como principais fatores para o aumento do número de casos de covid-19 na Bahia. Ela também explica que o estado não vive uma segunda onda da doença, mas é preciso retomar a atenção e os cuidados sanitários, como uso de máscara, lavagem das mãos e distanciamento social, para evitar que isso aconteça.