O GOVERNO DO ESTADO CONTABILIZOU UMA ECONOMIA MÉDIA DE QUARENTA E CINCO POR CENTO/ DEPOIS QUE ADOTOU UM NOVO FORMATO DE CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA REALIZAR A AVALIAÇÃO DOS IMÓVEIS PÚBLICOS/ EM AGOSTO DO ANO PASSADO// UTILIZANDO A MODALIDADE DO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS/ A ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL CONSEGUIU REDUZIR O CUSTO DAS CONTRATAÇÕES DE AVALIAÇÃO DOS BENS/ GERANDO ECONOMICIDADE// ANTERIORMENTE/ AS AVALIAÇÕES DOS PATRIMÔNIOS PÚBLICOS ERAM FEITAS EXCLUSIVAMENTE PELA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL// DESDE QUE O MODELO FOI IMPLANTADO JÁ FORAM REALIZADAS VINTE E DUAS AVALIAÇÕES DE IMÓVEIS PÚBLICOS POR EMPRESAS CREDENCIADAS/ COM UM CUSTO TOTAL DE CENTO E NOVENTA E SETE MIL E OITOCENTOS REAIS PARA O ESTADO// CASO FOSSEM FEITAS PELA MODALIDADE ANTERIOR/ O CUSTO ESTIMADO SERIA DE DUZENTOS E OITENTA E SEIS MIL REAIS// AS AVALIAÇÕES DOS IMÓVEIS PÚBLICOS SÃO NECESSÁRIAS PARA VIABILIZAR A CONTRAÇÃO DE SEGUROS/ A REALIZAÇÃO DE LOCAÇÕES/ PERMUTAS E ATUALIZAÇÕES CONTÁBEIS///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ANDERSON OLIVEIRA///