Ayá
Foto: Divulgação

A cantora Ayá teria feito o show “PRÉ TRÁ TRÁ”, acompanhada de quarteto de cordas com integrantes do Neojiba, no primeiro semestre deste ano, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA). Com a suspensão da programação por conta da pandemia da Covid-19, a apresentação acontecerá futuramente, mas a “Terça da Música”, em sua versão digital, adianta um gosto do trabalho, exibindo o videoclipe da música “Melanina”, no dia 27 de outubro (terça-feira), ao meio-dia, no canal do YouTube do TCA.

Ayá é uma artista preta que tem como base de sua produção autoral a musicalidade afrobaiana e suas diásporas. O single “Melanina”, que marca sua estreia solo, é produzido por Felipe Guedes e enfatiza a beleza e o poder das mulheres pretas das periferias de Salvador. A artista se dedica a valorizar o pagode baiano, suas nuances e marcos temporais – e Ayá, que significa “peito” em yorubá, tem no seu a vontade de expressar as musicalidades potentes da Bahia, com novos caminhos.

Sobre a “Terça da Música”

Desde a abertura da Nova Sala do Coro do TCA, em julho de 2018, o espaço estabeleceu uma importante e diversa agenda de shows musicais neste palco, às terças-feiras, com o selo de “Terça da Música”. Criando uma tradição de assistir neste dia a apresentações de artistas e bandas da Bahia e do Brasil, uma mostra da produção da música contemporânea nacional, em variados estilos, foi sendo composta por meio da “Convocatória para Ocupação de Pauta da Sala do Coro do TCA”, lançada semestralmente.

Dezenas de espetáculos se realizaram neste formato e são rememorados pela internet, durante o atual período de medidas de isolamento social que suspenderam as atividades presenciais, através da exibição de registros audiovisuais variados, de gravações ao vivo, videoclipes ou também dos shows filmados na Sala do Coro. Também participam artistas que tiveram seus shows adiados por conta da pandemia. Os materiais ficam dispostos no canal de YouTube do TCA, na busca de manter o movimento de difusão da música baiana e brasileira diante do público do Complexo e de toda a sua forte rede digital.

Fonte: Ascom/Teatro Castro Alves (TCA)