O PROCON BAHIA DIVULGOU/ NESTA QUINTA-FEIRA/ O BALANÇO DA OPERAÇÃO DE FISCALIZAÇÃO DE PREÇOS DE PRODUTOS DA CONSTRUÇÃO/// NO TOTAL/ O ÓRGÃO NOTIFICOU SESSENTA E TRÊS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E FORNECEDORES/ PARA QUE APRESENTEM JUSTIFICATIVA AO AUMENTO DOS PREÇOS// NAS ÚLTIMAS SEMANAS/ DENÚNCIAS E RECLAMAÇÕES FORAM FEITAS AO PROCON// PRODUTOS COMO BLOCOS CERÂMICOS/ BLOCOS DE CONCRETO/ CIMENTO/ AREIA E BRITAS TIVERAM AUMENTOS SIGNIFICATIVOS DE PREÇO DURANTE A PANDEMIA// APÓS A NOTIFICAÇÃO/ OS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E FORNECEDORES TEM UM PRAZO DE DEZ DIAS PARA APRESENTAR INFORMAÇÕES E DOCUMENTOS QUE COMPROVEM AS ALEGAÇÕES SOBRE O AUMENTO DE PREÇO// AQUELES QUE NÃO APRESENTAREM JUSTIFICATIVA/ VÃO SER AUTUADOS POR DESOBEDIÊNCIA/ VÃO RESPONDER A PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E PODEM SER MULTADOS// AS DENÚNCIAS AO PROCON PODEM SER ENCAMINHADAS ATRAVÉS DO APLICATIVO PROCON BA MOBILE OU POR E-MAIL: DENUNCIA.PROCON@SJDHDS.BA.GOV.BR///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ALEXANDRE SANTANA///