Site do Preço da Hora
Foto: Reprodução

Lançado em abril pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Fazenda do Estado (SefazBa), o aplicativo Preço da Hora Bahia tem sido um importante aliado dos consumidores baianos que buscam os melhores preços praticados no comércio local para a compra de medicamentos e produtos de higiene pessoal. De forma prática e dinâmica, o app, que já é utilizado por mais de 280 mil baianos, mostra em pesquisa simples, por nome do produto, princípio ativo ou laboratório, o menor preço praticado pela rede farmacêutica num raio de 1 a 30 quilômetros da localização do usuário. A pesquisa pode ser feita ainda em outro município do estado, caso o consumidor deseje.

Além de permitir a consulta a itens muito procurados no atual momento, como máscaras de proteção e álcool em gel, a ferramenta traz de forma destacada na barra de navegação a pesquisa por “Medicamentos”, facilitando ainda mais a pesquisa pelo item. Para fazer a pesquisa, basta abrir o app, clicar na opção “Medicamentos”, localizada na barra inferior da tela, e informar o nome do medicamento ou princípio ativo, ou ainda o nome do laboratório. Quando a prescrição médica é pelo princípio ativo do medicamento, o consumidor pode pesquisar por esta informação e o app exibe as várias marcas comerciais de medicamentos que contêm este princípio ativo, conforme tabela da Anvisa. A pesquisa também pode ser feita por meio da leitura do código de barras impresso na embalagem, clicando-se na opção “Código de Barras”, que fica na parte inferior da tela.

O usuário pode ver ainda na tela do app o dia e a hora de realização da última venda do medicamento naquela farmácia, além do telefone e rota para se chegar ao estabelecimento onde ele está à venda. Outra função muito útil do app é a que apresenta um mapa apontando os três estabelecimentos com os preços mais baixos por produto na região delimitada pelo usuário.

Aliado na pandemia

Em tempos de pandemia, quando os protocolos de prevenção aconselham a permanência em casa o máximo possível e a redução da circulação por vias públicas e estabelecimentos comerciais em geral, o aplicativo é capaz de promover a diminuição do tempo de exposição dos seus usuários em ambientes externos, como as farmácias e o transporte público.

Antes de se deslocar, alerta a Sefaz-BA, é importante confirmar se os eventuais descontos exibidos continuam válidos e se são aplicáveis a todos os clientes. Isto é fundamental porque o preço máximo dos medicamentos é estabelecido pela Anvisa/Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), e muitas farmácias têm este preço máximo como referência mas concedem descontos diferenciados entre os seus clientes. “Para permitir a comparação entre as diferentes farmácias, o app mostra o preço cheio e o preço com desconto praticada naquela venda”, ressalta o diretor de Produção de Informações da SefazBa, Jadson Bitencourt.

Bitencourt esclarece que os preços são obtidos das informações de notas fiscais na medida em que são emitidas, mas que o estabelecimento não é obrigado a garantir um preço que tenha sido praticado em uma promoção, venda para clientes fiéis, descontos por pagamento à vista, compra de mais de uma unidade, entre outras condições. “O Preço da Hora Bahia exibe o preço praticado e o eventual desconto concedido, por esta razão, principalmente quando encontrar preços muito menores que os de costume, o consumidor deve ligar para a loja e confirmar se o desconto apresentado lhe é aplicável. Isto pode ser feito diretamente do aplicativo, que exibe o telefone informado pelo estabelecimento na nota fiscal”.

O Preço da Hora Bahia pode ser baixado em dispositivos móveis na Apple Store e no Google Play, além de estar disponível no site precodahora.ba.gov.br. É possível pesquisar os preços de todos os produtos à venda no varejo em toda a Bahia, que atualmente somam mais de 500 mil itens, tomando por base as informações extraídas das mais de 3,2 milhões de notas fiscais eletrônicas processadas diariamente pela Sefaz-Ba.

Fonte: Ascom/ SefazBA