“Estou muito feliz por estar de volta. Meu coração está massa”. Foram com poucas palavras, mas com muito brilho nos olhos que a garota Andressa Freitas, 12 anos, resumiu a alegria de retorno à pista de bicicross Tertuliano Torres, na praia do Corsário, onde é aluna do Projeto Pedal.

Com aulas suspensas desde março, por conta da pandemia do coronavírus, o projeto retoma esta semana parcialmente as atividades de reposição com aulas no período da manhã e no período da tarde, atendendo, no máximo, a 30 alunos em cada turno.

Em repeito aos protocolos de saúde, todos os equipamentos que compõem o kit do uniforme são lavados (capacetes, joelheiras, cotoveleiras e luvas) ao final de cada aula, além de higienizadas as bicicletas.

“Desta forma, estamos garantindo toda a segurança e proteção aos alunos, professores e assistentes. Todos os cuidados estão sendo tomados desde o momento em que o aluno chega à pista, com máscara, aferição de temperatura, lavagem de mão, higienização com álcool em gel. Após o treino, todo procedimento se repete”, conta Leonardo Gonçalves, coordenador do Projeto Pedal, que tem apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte.

Segundo o diretor da Sudesb, Vicente Neto, alguns projetos apoiados pela Sudesb estavam em aula quando foi decretada a pandemia, ainda em março. “Naquele momento, todas as aulas e eventos esportivos foram suspensos. Agora, com a situação mais sob controle e as medidas de relaxamento que começam a ser adotadas pelo governo do estado e pelas prefeituras, vamos aos poucos e com toda a segurança retomando as atividades. Esperamos poder seguir em frente, mas se os casos da Covid-19 voltarem a crescer, não hesitaremos em suspender novamente as aulas. Para nós, naturalmente que o mais importante é a segurança de todos”, afirma o diretor da Sudesb.

Os cuidados adotados pelo Projeto Pedal foram destacados pela mãe do aluno Pietro Carneiro, Jane Carneiro. “O professor já tinha me informado que tudo seria higienizado, mas eu não imaginava que teria todo este suporte, porque além da higienização dos equipamentos, tem a preocupação com as pessoas, em aferir temperatura, lavar as mãos, uso de álcool em gel. Tudo isso passa uma segurança muito grande para todos”, avalia Jane.

Além da diminuição dos casos de contaminados na capital baiana verificada nas últimas semanas, a retomada das atividades do Projeto Pedal está respaldada no decreto estadual nº 19.586, que no início de setembro ampliou para 100 o limite do número de pessoas permitidas em eventos na Bahia.

Fonte: Ascom/Sudesb