O GOVERNADOR RUI COSTA DEU CONHECIMENTO E SOLICITOU MEDIDAS CABÍVEIS À PGR/ PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA/ A RESPEITO DA AUTORIZAÇÃO DADA PELO GOVERNO FEDERAL PARA O EMPREGO DA FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA NO TERRITÓRIO BAIANO À REVELIA DE SOLICITAÇÃO DO CHEFE DO PODER EXECUTIVO ESTADUAL// NO OFÍCIO/ ENCAMINHADO AO PROCURADOR-GERAL AUGUSTO ARAS/ NESTA SEXTA-FEIRA/ O GOVERNADOR AFIRMA QUE A MEDIDA ADOTADA PELA UNIÃO “PÕE SOB AMEAÇA O PACTO FEDERATIVO/ CLÁUSULA PÉTREA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL”// NA QUINTA/ NO PERFIL OFICIAL EM REDE SOCIAL/ O GOVERNADOR DISSE TER ENVIADO OFÍCIO AO MINISTRO DA JUSTIÇA/ ANDRÉ LUIZ ALMEIDA MENDONÇA/ EXTERNANDO PREOCUPAÇÃO COM A AUTORIZAÇÃO DO EMPREGO DA FORÇA NACIONAL NO EXTREMO SUL DO ESTADO/ FATO QUE CONSIDEROU “FLAGRANTE DESRESPEITO À LEI”// PARA RUI/ “TAL CONDUTA/ JÁ MACULADA PELO CARÁTER INVASIVO E ILEGAL/ É AGRAVADA PELO TOTAL DESPREZO ÀS REGRAS DE CONVIVÊNCIA DEMOCRÁTICA”// A AUTORIZAÇÃO PARA ENVIO DE TROPAS À BAHIA PELO PERÍODO DE TRINTA DIAS FOI PUBLICADA EM PORTARIA FEDERAL DO ÚLTIMO DIA PRIMEIRO/ DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA/ EM APOIO AO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA/ PECUÁRIA E ABASTECIMENTO/ NOS MUNICÍPIOS BAIANOS DE PRADO E MUCURI///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ANDERSON OLIVEIRA///