O Governo do Estado realizou 75.980 reuniões de trabalho de forma virtual, de março a setembro de 2020. Esse número é reflexo da necessidade de se manterem as ações dos servidores públicos a pleno vigor durante esse período de pandemia, evitando aglomerações. Diante do cenário, os órgãos sustentaram as reuniões, porém através de videoconferência, potencializando essa ferramenta de trabalho.

A pandemia da Covid-19 suscitou o crescimento gradativo da utilização dessa modalidade de reunião. Em março, o número era de 2.533 reuniões virtuais. No mês seguinte, pulou para 8.977. O número não parou mais de subir, até fechar os meses de julho e agosto com uma média de 15,4 mil reuniões pelo aplicativo. O total acumulado, de março a setembro, se aproximou da marca de 76 mil.

No total, 54 órgãos públicos adotaram a ferramenta e cerca de 100 unidades ligadas a eles já utilizaram a tecnologia durante a pandemia. Além de fazer reuniões por videoconferência para até 300 pessoas, a plataforma de comunicação permite enviar mensagem de texto, realizar telefonemas, fazer chamadas e transmissões de vídeos, assim como compartilhar dados e arquivos.  

O aplicativo faz parte de um pacote de tecnologia da informação, adquirido pela Secretaria da Administração (Saeb), no início deste ano, para todo o Estado. “A escolha pela plataforma demonstrou ser acertada, em virtude da eficiência e da eficácia da comunicação que proporciona entre os órgãos”, declarou o secretário da pasta, Edelvino Góes. 

As reuniões pelo aplicativo resultaram em ganho para o Estado, que conseguiu manter as atribuições dos servidores sem correr o risco de propagar a doença, reunindo pessoas em espaços fechados. A gestão da ferramenta é uma parceria entre a Secretaria da Administração (Saeb) e a Companhia de Processamento de Dados da Bahia (Prodeb).


Fonte: Ascom/ Saeb