Estúdio da TVE Foto Alberto Coutinho GOVBA

O Soterópolis desta quinta-feira (1), destaca a série documental baiana “Bahia de Fé” que apresenta o panorama multirreligioso da Bahia e está na telinha da TVE. O programa exibe também uma reportagem sobre o uso exagerado das novas tecnologias, a chamada hiperconexão da era dos smartphones e Internet, além do destaque para a artista e influenciadora digital Malfeitona e suas tatuagens inusitadas. A exibição é às 22h.

Com 5 episódios de 26 minutos, “Bahia de Fé” amplia a perspectiva de que existem mais semelhanças do que diferenças nas bases filosóficas das instituições religiosas. Com uma linguagem cultural rica, a série se utiliza da dança, do canto de coral, da contação de histórias e de ilustrações, além de depoimentos de especialistas, líderes religiosos e praticantes, para estimular o diálogo religioso e tratar de questões contemporâneas de cinco fases da vida (Infância, Juventude, Maturidade, Velhice e Morte) em interação com a espiritualidade.

Com a pandemia, novos hábitos e novas rotinas foram incorporadas ao cotidiano. Não importa a idade, está todo mundo hiperconectado.  Os efeitos desse excesso de tela e como equilibrar a nova fase de hiperconexão são destaques na reportagem desta edição do Soterópolis, que conversa com a psicóloga Patrícia Cintra, a estudante Mirela Cerqueira e a professora de inglês Cecília Almeida. Elas tiveram as vidas modificadas com a migração das atividades presenciais para as remotas.

O programa ainda entrevista a tatuadora baiana Helen Fernandes, conhecida nas redes sociais com o perfil de “Malfeitona”. A artista adota um estilo de tatuagem diferente do convencional e suas criações refletem muito suas inspirações na Internet e na cultura alternativa.

O Soterópolis vai ao ar na TVE às quintas-feiras, às 22h, com reprises às sextas-feiras, às 19h, e aos domingos, às 18h30.


 Fonte: Ascom/ Irdeb