Janete Maria Paiva Pereira dos Santos, ou dona Janete, como é bem conhecida, saiu de casa achando que estava indo a uma missa, nesta quarta-feira (9), dia em que completa 50 anos de serviço público. Ao chegar à Fundação Luis Eduardo Magalhães, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), foi recepcionada pelo secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, para entrarem juntos no auditório, onde familiares, amigos e colegas de trabalho a aguardavam para prestar uma homenagem.

Sempre na área da Saúde, antes mesmo do Sistema Único de Saúde (SUS), que foi criado em 1988 pela Constituição Federal Brasileira, dona Janete atuou no Departamento de Promoção e Assistência à Saúde (Depas), Diretoria Geral e Gabinete. A servidora, que ingressou no Estado aos 16, tem 66 anos e 4 filhos.

Durante a homenagem, foi exibido um vídeo com diversos servidores que trabalharam com dona Janete nos últimos 50 anos. Todos traziam palavras parecidas, de amor e carinho pela colega. Ela recebeu uma placa comemorativa, um bolo, música ao vivo no saxofone e agradeceu em palavras de sabedoria e lágrimas de emoção. “Completar 50 anos de serviço público é dedicação, paciência e colaboração. Ninguém faz nada sozinho, a gente sempre trabalha com coleguismo. Tudo isso junto faz com que a gente vá postergando a saída da aposentadoria”, afirmou.

Dona Janete ressaltou as amizades construídas no trabalho e deixou uma mensagem para quem está começando a caminhada agora. “A gente adquire muito amor pelos amigos, pacientes e colegas. E essa é uma recomendação que eu faço aos meus colegas, aos mais novos, aos estagiários. Eles devem se dedicar, seja qual for a atividade, porque fazendo com muito amor você se integra totalmente ao que está fazendo”.

Fábio Vilas-Boas destacou que dona Janete é um exemplo para todos os servidores, dos mais novos aos mais antigos. “São 50 anos a serviço do Governo do Estado, representando tudo o que todo servidor deve ter como princípio, a honestidade, a caridade, a decência, a alegria em servir as pessoas e a paciência. Todos devem se espelhar em dona Janete, e eu tenho a convicção de que o Governo do Estado vai se beneficiar para sempre do seu exemplo”.

Repórter: Raul Rodrigues