Testes para coronavírus em Jequié
Foto: Leonardo Souza

A testagem para o novo coronavírus no município de Jequié, que seria finalizada nesta sexta-feira (14), foi prorrogada até a próxima quarta-feira (19). A medida tem o objetivo de contemplar os estudantes e professores que ainda não foram testados. A iniciativa, que faz parte do protocolo para a tomada de decisões relacionadas à retomada do ano letivo, mesmo não tendo ainda a data de retorno definida, já foi realizada em Itajuípe, Ipiaú e Uruçuca e, atualmente, também está sendo executada nos municípios de Itabuna e Ilhéus, até o dia 21 de agosto. O atendimento nas escolas é das 8h às 17h.

De acordo com a programação, na segunda-feira (17), o atendimento será realizado no Colégio Estadual Dr. Milton Santos e no Colégio Estadual Luiz Viana Filho. Na terça (18), a testagem ocorrerá no Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep) Régis Pacheco e no Colégio Modelo de Jequié. Já na quarta (19), os estudantes poderão fazer o teste no Colégio Estadual de Jequié e no Colégio Estadual Luiz Navarro de Brito.

O coordenador de articulação de Projetos para a Educação da Secretaria da Educação do Estado, Hélder Amorim, explicou sobre a prorrogação da testagem em Jequié. “A testagem tem uma característica muito importante, que é a gente perceber, de maneira científica com o uso de metodologia adequada, como é que se comporta a contaminação do Coronavírus com estudantes, professores e funcionários, para podermos planejar melhor as ações efetivas de combate. Por haver uma quantidade muito grande de estudantes, professores e funcionários na região, nós entendemos que era necessário estender a testagem, por mais três dias, para que a gente possa contemplar mais pessoas e garantir o atendimento àqueles que não puderam, no primeiro momento, estar nas escolas nos dias marcados “, afirmou.

O estudante Rafael Miranda Bispo, 17, 3º ano, do Colégio Estadual Luisa Mahin, disse que a testagem é essencial. “A partir do resultado do teste, podemos ficar com a consciência limpa, sem a preocupação de passar ou não para as nossas famílias e amigos e, caso seja positivo o resultado, podemos nos cuidar o mais cedo possível”, destacou.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado