As escolas da rede estadual de Itabuna e Ilhéus realizam os últimos dias de atendimento para a testagem do novo Coronavírus em estudantes, educadores e funcionários. Com uma programação que envolve 32 unidades escolares, a ação tem o objetivo de promover uma cobertura completa para a aplicação dos testes rápidos nas comunidades escolares situadas nos municípios e distritos até esta sexta-feira (21). A ação, que também foi realizada em Jequié, Itajuípe, Ipiaú e Uruçuca, faz parte do protocolo de ação do Governo do Estado para o retorno às aulas, mesmo não tendo ainda a data de volta definida.

Nesta quarta-feira (19), a estudante Ana Beatriz Pereira, do Complexo Integrado de Educação de Itabuna, compareceu à unidade escolar para participar da testagem. “É uma iniciativa muito importante, porque muitos de nós não temos condições de fazer o teste de outra forma. E ainda fiquei sabendo que este trabalho vai ajudar na proposta de volta às aulas, o que é bastante positivo para todos os estudantes”, comentou.

Em Ilhéus, as equipes de Saúde e Educação realizaram a aplicação dos testes no Colégio Estadual Indígena Tupinambá de Abaeté. A estudante Lucimeire Soares destacou a importância da testagem chegar na sua localidade. “Além de estudar, sou mãe de duas crianças que frequentam a escola. Por isso, acho muito bacana recebermos esta assistência na comunidade. Mostra o cuidado que estão tendo com a gente”.

No município de Ilhéus serão testadas 12.327 pessoas, entre estudantes, professores e funcionários de 18 escolas, sendo quatro unidades indígenas. Já no município de Itabuna, a testagem acontece em 14 unidades escolares, contemplando 12.011 pessoas da comunidade escolar.

Para o atendimento, todas as unidades escolares foram preparadas com higienização do local, disponibilizam álcool em gel e pias com sabão para a lavagem das mãos, além da exigência do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Os professores e demais pessoas a serem testados deverão utilizar máscaras de proteção para o acesso aos locais de testagem. Ao entrar, todos são direcionados para a higienização correta das mãos.

Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação do Estado