O aplicativo Fique no Lar atingiu a marca de cinco mil negócios cadastrados. A ferramenta digital tem movimentado a economia e gerado renda nos 27 territórios de identidade da Bahia. A implantação da plataforma é uma parceria entre as secretarias estaduais de Desenvolvimento Econômico (SDE) e da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) com o Instituto Federal do Ceará (IFCE) – desenvolvedor do sistema.

Para o vice-governador, João Leão, secretário da SDE, o aplicativo Fique no Lar será um parceiro permanente dos empresários baianos. “Graças à tecnologia, a economia mundial não entrou em colapso. Muitas empresas se redescobriram digitalmente e deram continuidade às suas atividades. A plataforma se tornou um parceiro das empresas e dos consumidores e com isso garantiu seu lugar no dia a dia de quem precisa vender e de quem precisa consumir” afirmou Leão.

Dos 417 municípios baianos, 279 já aderiram à ferramenta digital. Salvador vem na liderança com 884 empresas, seguido de Lauro de Freitas com 222 cadastros, Vitória da Conquista (177), Feira de Santana (133) e Teixeira de Freitas (131). As categorias mais buscadas são lanchonetes, restaurantes, supermercados e serviços.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE)