Dialogar sobre como fortalecer o processo de ensino e aprendizagem nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática. Foi com esse objetivo que o Instituto Anísio Teixeira (IAT), órgão da Secretaria da Educação do Estado, promoveu, nesta sexta (3) e sábado (4), um encontro virtual com os formadores que atuam na Formação Continuada Territorial para gestores escolares e coordenadores pedagógicos.
"Nossa proposta com esta atividade é proporcionar que nossos formadores possam colaborar com o fortalecimento do ensino e aprendizagem de Língua Portuguesa e Matemática, junto aos gestores escolares e coordenadores pedagógicos e, por sua vez, que estes possam contribuir com esta prática com os professores na unidade escolar", afirmou a diretora pedagógica do IAT, Diana Melo. Ela reforça, que outras áreas do conhecimento também serão trabalhadas. "As áreas das Ciências Humanas e das Ciências da Natureza também serão trabalhadas no processo formativo", completou.
Para a realização da Formação Continuada Territorial, o IAT tem a parceria da União dos Municípios da Bahia (UPB), da União Nacional dos Dirigentes Municipais  Educação (Undime) na mobilização das redes municipais e do Itaú Social, que apoia a sistematização da metodologia e a contratação de instituições e especialistas do campo da formação de formadores. Nesta etapa, o IAT tem a contribuição do Instituto Vera Cruz e sua equipe de especialistas.
"Nós entendemos que não podemos fazer educação sozinhos. Por isso nossa formação tem um arranjo que envolve a rede estadual, as municipais, as universidades e parceiros que compreendem a nossa proposta de formação continuada", afirmou a diretora-geral do IAT, Cybele Amado de Oliveira.
Experiências
"Discutimos aspectos relacionados ao currículo, didática e metodologia de formação. Refleti sobre como lidar com a diversidade de respostas e diferentes padrões para resolução de problemas na matemática, por exemplo. Considerei uma formação produtiva, com abordagem maravilhosa", disse a formadora Adriana Sousa, do NTE 26.
Para Lília Rezende, que também atua no NTE 26, "a atividade de hoje tem princípios importantes de uma  Formação Continuada em Contexto Profissional, que é a produção coletiva e a pauta baseada na prática".
"Além de pensarmos nas questões didáticas e metodológicas, estamos refletindo sobre o nosso papel enquanto formadores e como podemos levar essas discussões  para a formação continuada territorial dos coordenadores pedagógicos que estão nas unidades escolares atuando diretamente na formação continuada dos docentes", pontuou a formadora do NTE 15 (Ipirá), Ajane Morocrx.
Formação Continuada
A Formação Continuada Territorial é uma ação da Secretaria da Educação do Estado, realizada pelo iAT, em parceria com a UPB, a Undime, Itaú Social e Instituições de Ensino Superior da Bahia. Tem como foco a formação de gestores escolares, coordenadores pedagógicos e equipes técnicas, como foco nos profissionais que atuam no 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. Hoje possui mais de 9 mil educadores inscritos na Plataforma de Formação.
Fonte: Ascom/IAT