O município de Uruçuca, no Território Litoral Sul, recebe, neste sábado (4), a primeira ação da Campanha Viva a Feira, desenvolvida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb). A campanha tem o objetivo de apoiar os municípios a adequarem as feiras livres, feiras orgânicas, feiras agroecológicas e mercados municipais às normas de saúde recomendadas para o enfrentamento à Covid-19. 
Estão sendo investidos R$ 6 milhões pela SDR, por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), na distribuição de barracas de feira e kits feirante, contendo máscaras de proteção, gorro, avental, frasco de álcool em gel e folheto, que explica a ação e informa os cuidados que os feirantes devem ter ao participar das feiras livres. A meta é que 200 municípios baianos sejam contemplados.
A iniciativa foi lançada pelo Governo do Estado, por meio da SDR, com apoio da Secretaria de Planejamento (Seplan). De acordo com o titular da SDR, Josias Gomes, a Viva a Feira se juntou com a Feira Segura, proposta semelhante da Faeb para a pós-pandemia, visando à reabertura das feiras com os protocolos de saúde estabelecidos pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). “É o início de uma parceria importante para o nosso propósito de auxiliar as prefeituras e feirantes dando segurança sanitária para os consumidores e para os feirantes”, afirma. 
A Faeb, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), vai realizar a formação e o treinamento para uso adequado dos equipamentos por parte dos feirantes, para que a comercialização dos produtos seja realizada de forma correta, obedecendo a todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).  Inicialmente, as ações da campanha Viva a Feira serão focadas nos municípios baianos com maior índice de contaminação pela Covid-19.
O presidente do Sistema Faeb/Senar, Humberto Miranda, destaca que a parceria com a SDR vai multiplicar a atuação. “Estamos extremamente felizes em poder continuar ajudando os agricultores do estado, com nossas equipes técnicas do Sistema Faeb/Senar, a vender seus produtos com feiras seguras, obedecendo a todas as recomendações da OMS”.
Em Uruçuca, serão entregues 60 barracas de feira livre, 200 frascos de álcool gel e 7 mil máscaras de tecido em TNT, além da realização das palestras para os feirantes do município.
Mais segurança
A execução da Campanha Viva a Feira ocorrerá por meio da adesão do município e, em contrapartida, as prefeituras municipais e os feirantes adotarão medidas como localização ou remanejamento do espaço físico da feira para local arejado e limpo, disposição das barracas com distância mínima de três metros entre elas, ordenação do público de forma a não haver aglomeração e disponibilização de pias com água encanada e sabão dentro do ambiente da feira.
Para o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, esta é uma ação de extrema importância para levar segurança às pessoas que precisam frequentar as feiras, seja para vender seus produtos, seja para a aquisição do alimento para suas famílias. “Vale destacar que as feiras funcionam como um verdadeiro desaguadouro da produção agrícola, fortalecendo a economia local e gerando renda”.
Fonte: Ascom/SDR