Pacientes do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) aprovaram o atendimento recebido na unidade de saúde, em uma pesquisa de satisfação realizada pelo Governo do Estado, solicitada pelo Conselho de Qualidade do Serviço Público (Conquali). O levantamento detectou que 87,7% dos cidadãos entrevistados ficaram satisfeitos com o atendimento do HGRS. O índice apresentou um crescimento de 9,7% da satisfação em relação à pesquisa realizada em 2017, que resultou em um plano de ação para implantação de melhorias sugeridas pelos entrevistados naquela época.
A pesquisa de 2017 tinha apontado um índice de satisfação de 78% com os serviços de saúde prestados pelo HGRS. Um plano de ação absorveu sugestões de melhorias e modificou pontos criticados pelos pacientes na pesquisa daquele ano. O Conquali tem como principal atribuição aferir a qualidade dos serviços públicos e propor medidas para aprimorar a prestação de atendimento aos cidadãos.
A pesquisa foi realizada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), com participação do Ouvidoria Geral do Estado (OGE) e apoio da Secretaria da Administração, por meio da Diretoria da Gestão da Qualidade (DGQ). O levantamento entrevistou 755 pessoas, entre novembro de 2019 e março deste ano, após receberem alta médica. Os dados foram coletados por entrevistas telefônicas realizadas pelo call center da Ouvidoria Geral e os números foram compilados e analisados pela SEI. A margem de erro da pesquisa é de 4,89%.
O diretor geral do HGRS, José Admirço Lima Filho, agradeceu a realização da pesquisa. “Eu só tenho a agradecer, estou muito feliz com a parceria com o Conquali. Nós usamos a pesquisa de satisfação para nortear nosso trabalho no hospital”, afirmou. Segundo o gestor, nesses últimos três anos, a unidade de saúde passou por muitas transformações positivas, fruto de um trabalho focado em três pilares: investimento em tecnologia, melhoria dos fluxos e atendimento especializado.
Já o diretor da SEI falou sobre o trabalho desenvolvido pela autarquia, que vem contribuindo para o aprimoramento dos serviços públicos.  “A SEI já entrevistou mais de 80 mil pessoas, avaliando a qualidade da prestação dos serviços e dando elementos objetivos para os planos de ação de melhoria dos equipamentos públicos e atendimento da população’, ressalta Armando de Castro, diretor de Pesquisas da SEI.
Resultados 
A pesquisa ouviu pacientes que receberam atendimento médico clínico e também cirúrgico no Hospital Geral Roberto Santos. Entre os entrevistados, 94,4% responderam que recomendariam o HGRS para outra pessoa. O atendimento da equipe médica da unidade de saúde foi classificado como adequado por 98,4% dos pacientes entrevistados que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos e 91,1% entre aqueles que receberam atendimento clínico.
Para 84,2% dos entrevistados submetidos a cirurgias, os médicos compareciam rapidamente quando solicitado, enquanto 88,1% que passaram por cirurgia disseram que enfermeiros apareciam rapidamente, quando chamados. Também aprovaram os funcionários da recepção e da triagem, com 91,8% e 94%, respectivamente, considerando atendimento adequado entre aqueles que passaram por cirurgia. 
As primeiras 24 horas de internamento na unidade hospitalar foram avaliadas como satisfatória para 90% dos entrevistados que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos. Um total de 83% aprovou as refeições oferecidas para os pacientes internados para cirurgia. Quando questionados se os entrevistados receberam orientações da equipe de saúde, 89,6% dos que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos afirmaram positivamente. Já 94,8% dos que passaram por cirurgia receberam informações adequadas sobre seu estado de saúde.
Os pesquisadores perguntaram aos entrevistados sobre o atendimento recebido no dia da alta hospitalar. Um total de 88% entre os que passaram por cirurgia respondeu ter recebido orientação através de relatório médico e 87% desse púbico afirmou ter recebido informações sobre o uso de medicamentos. Já 84,7% dos que foram operados confirmaram que receberam orientações sobre necessidade de retornar ao hospital para revisões e 81,9% foram informados sobre alimentação adequada.
Os entrevistados também aprovaram as instalações físicas do Hospital Geral Roberto Santos. Entre o público ouvido na pesquisa, 90,1% daqueles que passaram por cirurgia se declaram satisfeitos com a iluminação da unidade de saúde. Dentre os que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos, um total de 84,9% disse que a limpeza do HGRS é satisfatória e 82,6% estão satisfeitos com a climatização. Já o mobiliário foi avaliado como satisfatório para 81,6% dos internados para cirurgia.