Para minimizar os impactos da pandemia de Covid-19 na vida dos pequenos produtores rurais, a Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura (Seagri), intensificou a produção e a distribuição de alevinos (filhotes de peixe) em todo o estado. Entre março e maio deste ano, foram distribuídos 2,5 milhões de alevinos, número 40% maior que no mesmo período do ano passado. Cerca de mil famílias foram beneficiadas com as doações.
“Os pequenos produtores rurais estão sendo fortemente prejudicados pela pandemia, especialmente àqueles de menor poder aquisitivo. Por isso, a Bahia Pesca investiu no aumento da produção de alevinos, que são entregues a esse público, de forma que possam iniciar um novo processo produtivo em suas propriedades ou em áreas comuns de suas comunidades”, explicou o presidente da Bahia Pesca, Marcelo Oliveira.
A ação visa, sobretudo, propiciar segurança alimentar para a população, que passa a ter uma fonte de alimento altamente nutritivo. Além disso, a piscicultura é uma importante fonte alternativa de renda, já que os peixes, após a engorda, podem ser comercializados.
Os alevinos são produzidos nas estações de piscicultura da Bahia Pesca e são entregues diretamente aos produtores rurais, colônias e associações, ou a representantes das prefeituras municipais, que fazem o repasse dos animais às famílias produtoras.
 
Fonte: Ascom/Bahia Pesca