Os pacientes atendidos pelo Centro de Diabetes e Obesidade (CDO) do Planserv têm demonstrado satisfação com o teleatendimento, desde que a unidade adotou esse tipo de assistência por conta do distanciamento social imposto pela pandemia. O centro, que tem sede no bairro da Boca do Rio, em Salvador, conta com um público de 650 beneficiários, sendo que a maioria integra o grupo de risco para o novo Coronavírus. O teleatendimento do CDO é realizado pelo telefone (71) 3347-6699.

“A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) orientou que consultas, exames ou cirurgias que não se enquadrem em casos de urgência e emergências fossem adiadas. Neste sentido, entendemos a necessidade de assistir os beneficiários do CDO, os quais possuem doenças crônicas, para que os mesmos não venham ter piora do quadro”, explica a coordenadora de Saúde do Planserv, Sâmea Barreto.

A teleorientação do CDO teve início no final de abril. A proposta é evitar que o beneficiário evite circular pelas ruas e se dirigir a unidades de saúde se não houver necessidade, dando preferência a se aconselhar e ser monitorado com seu médico e nutricionista de referência por telefone.

“Sou paciente do CDO há mais de 10 anos e fiquei bastante ansiosa quando ocorreu a determinação da quarentena, porque me preocupava não poder ir às consultas mensais”, declara a beneficiária Maria Angélica de Souza. Ela, que vem sendo orientada através da teleorientação, afirma que o serviço tem se mostrado muito satisfatório, com hora marcada e um contato humanizado. “Pra mim, está sendo perfeito, com respeito às marcações de horário, muita gentileza por parte dos médicos e de toda a equipe de saúde”, afirma.

Fonte: Ascom/ Saeb