A Pirelli fez a doação de 1,4 mil pneus ao Estado da Bahia para serem utilizados em veículos que estão sendo empregados no combate à Covid-19. A doação foi recebida nesta segunda-feira (11) pela Secretaria da Administração (Saeb), no Almoxarifado Central do Estado, na Mata Escura, e no Almoxarifado do Estado na cidade de Feira de Santana. 
Os pneus vão equipar as ambulâncias, os veículos de assistência pública sanitária e os meios de socorro utilizados pelas estruturas e pelas instituições empenhadas na luta contra o coronavírus na Bahia.
“O Estado da Bahia tem empreendido diversas ações para combater o avanço da pandemia e tem contado com a colaboração de diversas empresas com a doação de insumos que fortalecem o combate ao novo Coronavírus na Bahia”, ressaltou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.
O Almoxarifado Central vai distribuir os pneus aos órgãos públicos do Estado que estão na linha de frente do combate à Covid-19. “A doação da Pirelli é muito bem vinda nesse momento em que todos precisamos unir esforços para enfrentar a pandemia”, agradeceu o secretário estadual da Administração, Edelvino Góes.   
Além da Bahia, também foram contemplados os estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, locais onde a empresa conta com unidades produtivas no Brasil. Ao todo, foram fornecidos oito mil pneus, distribuídos de forma proporcional tendo em vista a população de todos os três estados.
A iniciativa, que se soma às demais já empreendidas pela Pirelli em diversos países do mundo, chega com a intenção de ser um sinal tangível da forte ligação que a empresa nutre com o povo brasileiro, por um país em que opera há mais de noventa anos e com o qual compartilha valores, cultura e tradições.
Cesar Alarcon, CEO e vice-presidente da Pirelli na América do Sul, declarou: “Pirelli priorizou a saúde dos funcionários e de toda a comunidade desde o princípio. Hoje, deseja expressar esta proximidade e oferecer suporte a todas as Instituições empenhadas no combate à disseminação do vírus e na cura das pessoas. Neste momento tão difícil nos sentimos, mais do que nunca, brasileiros no Brasil”.