O Centro de Abastecimento do Estado (Ceasa) abrigou um posto móvel de vacinação contra o H1N1 na manhã desta segunda-feira (27), na área de frutas, respeitando as regras de distanciamento e segurança por causa da pandemia do coronavírus. Ao final do primeiro dia, cerca de 40 pessoas foram vacinadas. A vacinação vai continuar na quarta-feira (29), a partir das 13h30.
“Oferecer vacina nesta região é importante porque é uma área de bastante circulação e tem muitos caminhoneiros vindos de todas as partes do Brasil. Além das ações que temos feito para evitar aglomerações no Ceasa, imunizar contra o H1N1 ajuda na hora do diagnóstico da Covid-19. Todas as medidas que ajudem no combate da pandemia são importantes”, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.
O foco da ação foi o grupo prioritário para 1ª e 2ª fase da campanha: idosos acima de 60 anos, trabalhadores de saúde, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, profissional de transporte coletivo, trabalhadores portuários, gestantes e puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto).

Fonte: Ascom/SDE