Manhã de esperança para famílias da comunidade do Calabar, com as entregas de 100 cestas básicas, realizadas pela Base Comunitária de Segurança do bairro, nesta quinta-feira (2). Os kits com alimentos foram doados pelo Grupo Comboio da Esperança, que reúne empresários, comerciantes entre outros trabalhadores de diversos setores. O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, acompanhou a entrega e parabenizou as equipes da unidade pela articulação da ação solidária.
Além dos alimentos, cada beneficiário também recebeu uma minigarrafa de álcool em gel, para ajudar na proteção contra o Coronavírus. O produto também foi resultado de doação feira por parceiros da BCS. 
“É muito bonito perceber que, mesmo com a maioria das atividades paralisadas por conta da necessidade de isolamento, as bases arranjaram uma forma de continuar ajudando as comunidades em que atuam”, enfatizou Maurício Barbosa. Ele disse ainda que as instituições policiais estão à disposição para ajudar no que for preciso e agradeceu a todas as iniciativas solidárias que estão sendo aplicadas através das bases comunitárias.
O representante do Grupo Comboio da Esperança Linneu Madazio participou da ação no Calabar e demonstrou interesse em continuar as doações em outras regiões atendidas pelo policiamento comunitário. “Nosso grupo é composto por 48 pessoas e faz esse tipo de ação há mais de 23 anos. Quatro vezes por ano nos reunimos e fazemos entregas semelhantes, geralmente no norte e nordeste do estado, regiões mais carentes”, explicou.
Uma das beneficiadas com a cesta, a vendedora de cachorro-quente Analise Souza Santos, 35 anos, não escondeu a felicidade em garantir a alimentação dela e da filha de quatro anos. “Minha renda é toda da venda de cachorro-quente, que está suspensa. Tô em casa esse tempo todo. Chega chorei quando a capitã Aline (comandante da BCS) me ligou para avisar da doação”, contou.
Segundo a comandante da BCS, capitã Aline Muniz, outras parcerias estão sendo captadas para dar continuidade ao apoio às famílias mais vulneráveis do bairro.
Fonte: Ascom/SSP