O vale-alimentação estudantil, que está sendo entregue pelo Governo do Estado em Salvador e mais 21 municípios do interior, no valor de R$ 55 por estudante, pode ser retirado em qualquer dia da semana e enquanto durar o período de suspensão das aulas, por causa da pandemia do novo coronavírus. 
A Secretaria da Educação do Estado reforça a orientação para que vá ao supermercado (Assaí e Cesta do Povo e suas lojas credenciadas) apenas uma pessoa: o estudante, o pai, a mãe ou o responsável, cujo CPF está cadastrado na escola, e que esta ida seja planejada para evitar aglomerações.
“É importante que as pessoas entendam a necessidade de evitar aglomerações. Todos os estudantes da rede estadual de ensino irão receber o benefício. Somente no primeiro dia foram atendidos 28,5 mil estudantes nos supermercados. Então, é importante verificar um melhor momento para ir ao supermercado, quando estiver menos movimentado; verificar os decretos que limitam a entrada nos supermercados; usar a máscara de proteção individual; manter a distância de um para o outro; e evitar levar crianças”, recomendou o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, ao acrescentar que há equipes da secretaria em todas as lojas para dar suporte aos estudantes, às mães, aos pais ou aos responsáveis sobre a retirada do vale-alimentação. 
Outra recomendação é para que, antes de ir ao supermercado, seja confirmado se o CPF já está cadastrado. Para isto, basta ligar para a escola onde o estudante está matriculado, para o número 0800 284 0011 ou verificar pelo Sistema Siadiante no Portal da Educação. Por esses meios, também é possível saber se é para ir na Rede Assaí ou na Cesta do Povo e suas lojas credenciadas.
Documentos necessários 
Para a retirada do vale-alimentação, é preciso levar o CPF cadastrado e um documento de identificação com foto do estudante. Se o vale for ser retirado por outra pessoa, é preciso levar os documentos do estudante e apresentar a documentação da pessoa, que pode ser qualquer documento de identidade com foto e, se tiver, também o CPF.
Com o vale, podem ser adquiridos alimentos como carne, frango, ovos, feijão, arroz, macarrão, leite e café. A medida do Governo da Bahia beneficiará 800 mil estudantes em todo o estado. Para adiantar a entrega dos alimentos, nesta primeira etapa, o vale-alimentação está sendo distribuído nos supermercados para 284 mil estudantes.
Para os municípios onde não há essas redes de supermercado, os estudantes receberão um cartão alimentação, que será enviado para a escola. A secretaria divulgará, até a próxima sexta-feira (24), a data da entrega, bem como os locais e estabelecimentos comerciais credenciados. A ação totaliza investimentos de R$ 44 milhões de recursos do Estado.
Fonte: Ascom/Secretaria da Educação