O Governo do Estado concluiu as intervenções na ligação Lobato-Pirajá, uma das etapas da Linha Azul, corredor viário que conecta a Orla Atlântica à Orla do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Na manhã desta terça-feira (7), o governador Rui Costa realizou a última vistoria da obra, antes de liberar a circulação de veículos no local. Composta por quatro túneis e seis viadutos, essa etapa do projeto contou com  aproximadamente R$ 245 milhões em investimentos, e será aberta para tráfego a partir das 12h.

"Hoje, antes de ir para o gabinete para dar continuidade à luta da Bahia contra o coronavírus, passei aqui nesta importante obra, que passa a ter funcionalidade hoje mesmo. Estamos entregando para o uso da população esses dois túneis, um de entrada e um de saída, que fazem ligação com a Avenida Suburbana. Aqui ao lado, podemos ver a estação de metrô Pirajá. Portanto, esse novo acesso encurta a distância entre toda a região do subúrbio, a BR-324 e a Estação Pirajá. É um grande investimento do Governo do Estado para melhorar a vida do povo de Salvador, especialmente aos que moram na Suburbana", destacou o governador. A obra foi realizada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder). 

Linha Azul

Com um investimento total de R$ 647 milhões, a Linha Azul é um corredor estruturante que começa pela Avenida Pinto de Aguiar e segue por 12 quilômetros, passando pela Avenida Gal Costa, que está parcialmente duplicada, e por esta nova ligação entre o Lobato e Pirajá. A Linha Azul tem pista dupla, dividida em três faixas de tráfego em cada sentido, incluindo um corredor exclusivo em condições de operar pelo sistema BRT (Bus Rapid Transit). 

Quando finalizada, a Linha Azul, que está 79% executada, irá se configurar como uma das maiores avenidas de Salvador, junto com a Paralela (18 quilômetros, inaugurada em 1974) e a Suburbana (14 quilômetros, inaugurada em 1971).

Repórter: Renata Preza