O projeto social desenvolvido pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder) junto a um grupo de costureiras de Nova Esperança, em Salvador, já está rendendo resultados positivos à comunidade. Além de ampliar a renda mensal das famílias, as mulheres também alimentam, neste momento, uma rede de solidariedade com a confecção de máscaras faciais. Dezenas delas serão distribuídas gratuitamente para moradores do bairro, ambulantes e carregadores que atuam no Centro de Abastecimento da Bahia (Ceasa), localizado na Rodovia Cia/Aeroporto.
As mulheres integram o Projeto de Nova Esperança, que envolve a construção de unidades habitacionais e obras de melhoria na infraestrutura urbana na região, contribuindo também para o desenvolvimento social dos moradores. São 411 novas moradias já entregues, além de serviços como pavimentação de ruas, drenagem e equipamentos comunitários, entre eles, praças, cozinha coletiva, centros de informática e de corte e costura, incluindo as máquinas industriais, que viabilizaram a implantação da Unidade Produtiva de Corte e Costura do bairro.
As obras de urbanização integrada da Conder, voltadas para a melhoria da qualidade de vida de comunidades carentes, estão atreladas aos projetos sociais. Por meio do Projeto de Integração de Desenvolvimento Socioambiental (PIDSA), é realizado um diagnóstico que direciona o trabalho com a comunidade, que participa no desenvolvimento de ações, tais como oficinas e cursos voltados para a geração de emprego e renda, educação ambiental, autoestima, entre outros.
“Identificamos a demanda em uma solicitação apresentada pelas moradoras, por capacitação em corte e costura. Em uma parceria com a Associação Beneficente dos Moradores do Bairro de Nova Esperança [Abene], a Conder viabilizou a realização das oficinas de capacitação, disponibilizando os insumos, materiais e os profissionais para realizarem o curso”, explica a coordenadora Social da Diretoria de Habitação e Urbanização Integrada da Companhia, Graziane Amorim.
Graziane ressalta que o PIDSA reafirma o compromisso do Governo do Estado com o desenvolvimento integrado dos territórios. Além da execução das intervenções, são investidos recursos em sua avaliação, o que possibilita identificar os acertos e as oportunidades de melhorias para os próximos projetos.
Solidariedade
“Nos inscrevemos no edital público especial para fabricação de máscaras artesanais e nosso nome consta no catálogo, lançado pelo Governo do Estado, na semana passada, com a relação de empreendimentos habilitados a fornecer o serviço em toda a Bahia. Precisamos, agora, de mais tecidos para produzirmos mais máscaras e aumentarmos essa rede de solidariedade”, afirma o presidente da Abene, Osvaldo Santos, referindo-se à iniciativa da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), em parcerias com secretarias estaduais.
A costureira Geisa da Conceição integra o grupo de mulheres de Nova Esperança que já está confeccionando as máscaras faciais. Para ela, que, desde o início do projeto da Conder, vem atuando como monitora dos cursos de corte e costura, a iniciativa é uma forma de doação, de retribuir para ajudar a minimizar o sofrimento das pessoas. “Somos mães, temos nossos afazeres, mas, neste momento, também estamos disponibilizando nosso tempo e habilidades para ajudar ao próximo”, ressalta.
Os contatos para doações de tecidos à Associação Beneficente dos Moradores do Bairro de Nova Esperança (Abene) são (71) 9 8285-2298, e-mail: abene.abene@gmail.com, Instagram: @osvaldo.bernadinho ou podem ser entregues na sede da instituição, na Rua Castro Alves, 08, Ceasa – 41402-400.
Fonte: Ascom/Conder