No Rio Sena, 36 mulheres aprenderam técnicas de penteados e tranças, numa oficina ocorrida nesta terça-feira (3), na Base Comunitária de Segurança do Rio Sena. A ação foi desenvolvida em dois turnos, pelas trancistas Eva Ingria e Cássia Souza, especializadas, dentre outras coisas, em box braids, crochet braid, entrelace, tranças nagô, apliques, telas e nó italiano.

Eva e Cássia são proprietárias do atelier ‘Meninas Afro’, no Distrito Federal, e foram convidadas pelo comandante da base, capitão André Campos, para compartilhar experiências, qualificando, empreendendo e empoderando as moradoras do bairro e das comunidades próximas.

“É um evento aberto e que ajuda as mulheres a se motivarem, com o apoio de uma nova ferramenta de trabalho”, afirmou capitão Campos, ao explicar que a possibilidade de aprender várias técnicas de tranças aumenta a autoestima das participantes do evento. “Além disso, este trabalho auxilia a Polícia Militar no combate à violência, pois, no momento em que assegura um ofício capaz de garantir o sustento, afasta as pessoas da zona de vulnerabilidade”, ressaltou.


Fonte: Ascom/ SSP-BA