O Sacada, desenvolvido pela Secretaria da Administração (Saeb) e Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), foi apresentado a assessores que participaram, nesta quarta-feira (04), em Brasília (DF), do GT de Comunicação da 113ª edição do Fórum Conjunto Consad/Conseplan, realizada pelos conselhos nacionais de secretários estaduais da Administração e do Planejamento.

A apresentação do projeto, que já ganhou projeção nacional ao configurar entre os finalistas da 23 edição do Concurso Inovação no Setor Público, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), foi comandada por Gustavo Pinho, gerente de marketing e captação do Irdeb.

A experiência da Bahia na criação do modelo pioneiro de circuito de telas de mídia digital chamou a atenção dos gestores. "É uma forma inovadora de o estado atrair recursos para a máquina pública", classificou o jornalista Pedroso de Jesus, coordenador do GT de Comunicação do Consad e assessor de comunicação no Governo do Amazonas.

Alcançando o propósito do GT de Comunicação, de troca de experiências, a apresentação gerou interesse de outros profissionais da área, que apostam na possibilidade de adequar a proposta baiana em seus estados. "Vamos dialogar daqui para a frente. É algo interessante a ser implementado", comemorou Vandersen Junior, superintendente de Publicidade no Governo do Mato Grosso.

O Sacada foi o único finalista baiano na 23 edição do Concurso Inovação no Setor Público, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Selecionado entre 79 inscritos na categoria Inovação em Processos Organizacionais, Serviços ou Políticas Públicas no Poder Executivo Estadual/Distrital, o projeto concorreu com mais nove iniciativas de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Distrito Federal, São Paulo e Espírito Santo.

Circuito de telas de mídia externa digital na Rede SAC, o Sacada está presente em 36 postos da capital e interior do estado, veiculando publicidade em TVs instaladas na recepção das unidades. Por mês, mais de 900 mil pessoas de 24 municípios são impactadas pela iniciativa. Os anúncios são comercializados em 64 televisores, que exibem comerciais de 15 segundos, veiculados de forma ininterrupta.

Anteriormente, o circuito de TV exibia apenas anúncios institucionais, gerando custos para o Estado. A iniciativa possibilita comercializar 80% do espaço, gerando receita, enquanto os outros 20% continuam sendo utilizados para publicidade institucional do SAC ou para conteúdo de utilidade pública. Os recursos recebidos pela Saeb são utilizados para investimento na própria Rede SAC.

Ainda durante o GT de Comunicação, Vandersen Junior apresentou o plano de comunicação do Governo do Mato Grosso; a jornalista Krislei Oeschler, assessora no Governo de Santa Catarina, falou sobre a comunicação pública no sul do país; e as jornalistas Luana Taveira e Aline Passos, do Governo do Pará, mostraram o modelo adotado na comunicação pública no norte do país. 

Fonte: Ascom/ Saeb