Desde que foi lançado, em janeiro de 2019, o portal de serviços RH Bahia tem contribuído para facilitar a vida do servidor público baiano e otimizar a gestão de pessoas do Estado. Um dos ganhos para a gestão pública foi o agendamento de processos admissionais, que passaram a ser integrados entre os sistemas. 
Em um ano, a Junta Médica do Estado da Bahia, unidade vinculada à Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e responsável pelo controle e execução da concessão de benefícios não previdenciários, já contabilizou 4566 processos, sendo 3148 avaliações admissionais por nomeação em cargo comissionado e 1418 para candidatos por concurso público. 
Os processos agora são agendados após ingresso do candidato no RH Bahia, o que gerou um melhor controle deste trâmite. Antes do RH Bahia, o próprio servidor entrava em contato com a Junta Médica e agendava o início do seu processo admissional, no entanto, muitos erros aconteciam neste transcurso. “Era comum haver equívoco nos dados cadastrais, ou o servidor chegar sem ofício ou com algum documento faltando, por exemplo”, explica a Coordenadora Administrativa da Junta Médica, Michele Castro. 
Agora, após da nomeação do candidato, a coordenação de recursos humanos entra no RH Bahia e gera um requerimento de inspeção médica. Em seguida, entra em contato com o call center da Junta Médica e então faz o agendamento. De acordo com Michele, como as informações agora tramitam de um sistema para outro, as chances de erros humanos são bem menores. 
"É uma melhor forma de controlar os dados cadastrais de ingresso do servidor. Somente são feitos agendamentos para candidatos que realmente foram encaminhados pelo órgão responsável pela nomeação. E é garantido que o candidato já vai chegar com a documentação correta, evitando um retrabalho”, avalia. Ainda segundo ela, a expectativa é que os demais processos administrativos geridos pela Junta Médica passem a ser agendados em junho deste ano.
O gestor do RH Bahia Wilson Freitas reforça também os benefícios proporcionados pela integração entre os sistemas informados. “Como não há intervenção humana, temos uma garantia maior de que tanto os prazos quanto o objetivo da licença estão de acordo com a avaliação médica”, explica Wilson, ao ressaltar os ganhos promovidos pela instantaneidade na aplicação da ação.
Fonte: Ascom/Saeb