Presente à Festa do Bonfim, nesta quinta-feira (dia 16), o presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, disse que um dos desafios para este ano é, a partir da nova proposta do Governo do Estado de abertura do mercado de gás natural canalizado, atrair novos parceiros, garantindo um produto mais barato para o consumidor final e, desta forma, contribuir para impulsionar desenvolvimento do setor industrial.
Lavagem do Bonfim
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

“Hoje, empresas que utilizam o gás natural como matéria prima estão funcionando com capacidade mínima, em torno dos 35%, por não termos gás natural a preços competitivo”. Cita ainda como desafio ampliar a distribuição do gás, não só com os gasodutos físicos, mas também com outras modalidades de transporte,  para atender todas as outras regiões da Bahia.