Consolidada como uma das principais competições sub 15 do Brasil, a Copa 2 de Julho ganha, a partir da edição deste ano, um novo formato, que irá lhe garantir ainda mais visibilidade e maior número de equipes participantes. Segundo o diretor-geral da Superintendência dos Desportos do Estado (Sudesb), Vicente Neto, a ampliação está sendo possível graças ao reforço orçamentário assegurado pela autarquia estadual junto à Secretaria Nacional de Esportes, que integra o Ministério da Cidadania.
“O extrato do convênio que viabiliza o torneio, no valor de R$ 1,6 milhão, já foi publicado no início de janeiro no Diário Oficial da União. Com este substancial apoio, vamos ter condição de colocar a Copa 2 de Julho num patamar ainda mais elevado do ponto de vista técnico e organizacional. Estamos trabalhando e empenhados em fazer uma grande competição”, afirma Vicente.
As reuniões preparatórias já estão sendo realizadas pela área técnica da Sudesb com parceiros das cidades candidatas a sediar os jogos, a exemplo da que ocorreu na quarta-feira (22) com representantes dos municípios de Pojuca, Terra Nova, Feira de Santana, São Francisco do Conde e Mata de São João.
“Estes são alguns dos municípios que possivelmente irão sediar jogos da Copa, entre os meses de junho e julho. No mês de abril, serão iniciados os jogos zonais, seguidos pela fase regional”, completa o diretor-geral da Sudesb. 
Equipes internacionais 
A equipe do La Coruña, da Espanha, foi a primeira equipe estrangeira a confirmar presença na Copa 2 de Julho, seguida de uma equipe da Arábia Saudita. Outras, de países como China, Angola, EUA, Chile, Bolívia, já manifestaram interesse e devem confirmar oficialmente presença nas próximas semanas.
Também estão sendo convidadas equipes como Flamengo, Santos, CRB de Alagoas, Sport e Palmeiras. A expectativa da Sudesb é ter, na edição deste ano, a participação de 126 times, sendo sete internacionais, 14 nacionais e mais de 100 da Bahia (capital e interior).
Fonte: Ascom/Sudesb