As Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA) promovem a segunda edição do baile Bahia Real Masqué, para 1.500 pessoas, no dia 13 de fevereiro, às 21h, no Palácio da Aclamação, em Salvador. Conhecido pelo glamour e apresentações musicais, o baile de gala e fantasia traz três grandes nomes da Bahia este ano: Ivete Sangalo, Luiz Caldas e Jau. Os ingressos serão vendidos a partir de janeiro de 2020.
A principal entidade sem fins lucrativos a ser beneficiada com a renda dos ingressos é o Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral (NACPC), que presta atendimento gratuito e especializado a estas crianças e seus familiares, e investirá na construção de novas áreas e aquisição de equipamentos.
Para a anfitriã da noite, a primeira-dama do Estado, Aline Peixoto, o evento traz a oportunidade dos baianos conhecerem projetos relevantes. “A Bahia tem inúmeros projetos sociais transformadores que precisam ser vistos e assistidos pela população e o NACPC é um deles, prestando mais de dez mil atendimentos ao ano. Tem muitas pessoas especiais precisando de ajuda no estado e muitas outras que têm condições de ajudar. O baile é um palco onde todos brilham, que está virando tradição. Uma festa linda para celebrar a generosidade e a alegria dos baianos”, destacou.
A instituição funciona no Alto de Ondina, na capital, dando assistência, atualmente, a 450 pessoas com deficiências físicas, intelectuais e múltiplas. Possui estrutura referencial para tecnologias sociais, oferecendo atendimentos de reabilitação, saúde, educação e promoção social através de equipe multidisciplinar, além de ceder espaços para uma escola de ensino infantil e fundamental aberta para diversidade e inclusão de crianças como as que são atendidas.

Com o valor arrecadado a partir da venda dos ingressos para o baile, o NACPC vai ampliar a capacidade de atendimento em quantidade e qualidade. Estão previstas a construção de um ginásio para atividades multidisciplinares; instalação de redes de esgoto e água de acordo com normas ABNT; requalificação da área da piscina, do espaço verde Parque Ecológico-Terapêutico São Francisco de Assis e do acesso principal; e ainda a aquisição de equipamentos para quatro espaços que vão compor a sala de integração sensorial, as salas multidisciplinares para tratamento do Transtorno do Espectro Autista (TEA), o laboratório de informática para comunicação alternativa, entre outros.